13 de setembro de 2014

Livro: OS MISTÉRIOS DE HARPER CONNELLY - Charlaine Harris, a.k.a. Mais uma família exemplar, sqn!


Leitores ávidos do mundo irão concordar comigo: maior do que o amor de começar a ler um livro novo, terminar aquele que a gente já tá lendo há um século, descobrir que nosso livro do coração terá continuação, é terminar uma séries de livros – ainda mais se você tem aqueles toques de virginiana (como eu!).

Eu sou lerda para começar a ler o que todo-mundo-lê: nunca li a trilogia de Jogos Vorazes, a série Crepúsculo e (me julguem) ainda estou no primeiro livro de Game of Thrones. Mas, aproveitando, também, que esse foi o último ano de True Blood, resolvi direcionar minhas leituras para algo da escritora – Não se iludam, não li todos os 50 milhões de livros do The Southern Vampire Mysteries (a.k.a. os livros que inspiraram True Blood).


Estou falando de outra série lançada por Charlaine Harris, Os Mistérios de Harper Connelly (essas séries sempre me fazem sentir que estou lendo livros daquela coleção Vaga-Lume por causa dos nomes). A série possui 4 livros, já está finalizada (ufa!) e, aqui no Brasil, apenas os três primeiros livros foram lançados: Visão do Além, Surpresa do Além e Frio do Além – o quarto livro, tadinho, não tem nome em português, mas em inglês é Grave Secret (que, convenhamos, quando for lançado por aqui, será chamado de Segredo do Além).

A história é basicamente sobre uma menina chamada Harper Connelly (dãaaar), que, aos 15 anos, foi atingida por um raio e, com isso, além de uma marca permanente na coxa e dores eventuais, recebeu também o dom de perceber os mortos – podendo, inclusive, ver flashes de seus últimos momentos de vida. Ela e seu irmão-por-casamento (a la Patricinha de Beverly Hills) Tolliver passam a percorrer os EUA vendendo os serviços de Harper e, é claro, ao longo dos livros o bicho pega e rola muito suspense e tentativas de assassinatos (e mortes, claro).


Não me prolongando muito mais do que já o fiz, minha visão geral da série foi muito boa. Eu tenho, sim, probleminhas com livros em série, acho muito difícil para o autor conseguir continuar a vibe do(s) primeiro(s) livro(s) nos seus últimos, mas gosto muuuuuuito da escrita da Charlaine Harris – nesta série e nos poucos livros da séries de True Blood que li. Ela consegue ser engraçada, mesmo quando o assunto é pesado e envolve diversas mortes sombrias.

O final foi bom, fechou bonito, e conseguiu me dar aquela dorzinha da “separação” ao ler as últimas páginas. Vale a pena, são só quatro livrinhos super tranquilos de ler, mas, perceba, mesmo com a história do raio que dá habilidades meio místicas para Harper, não vá achando que tem a ver com essas novas séries de livros fantásticos. Não tem seres de outro mundo, nem nada do gênero. É puro mistério/assassinato com um pequeno toque de sobrenatural para apimentar a história. Curti baldes.


E, pasmem vocês: descobri que o primeiro livro da série ganhou uma versão em quadrinhos, mas ainda não consegui achar informações sobre os outros livros (todas chora!).

4 comentários:

  1. Também amei essa série. li em um blog que virou filme nos Estados Unidos, mas já procurei em outros e não vi mais nada a respeito.

    ResponderExcluir
  2. Acabei de ler a série e estou em crise,pois quero muito saber sobre o quarto livro, descobri que a editora não lançará aqui no Brasil. Se alguém tiver ele traduzido,ficaria muito grata em recebê-lo.

    ResponderExcluir
  3. Oi! Adorei a resenha! Gostaria de saber se vc tem o quarto livro traduzido, estou há alguns anos procurando já internet e não acho, só o inglês mesmo "/ vc teria ele traduzido? *-*

    ResponderExcluir
  4. Oie eu amoo essa série tenho os três primeiros livros e já esquadrinhei todos os cantos atrás do quarto traduzido, estou até cogitando comprar em inglês eandar traduzir porque não tem previsão de lançamento no Brasil vc teria ele traduzido? E compraria sem problemas

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...